sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Horóscopo da decoração: o que é que o seu signo diz sobre o seu estilo?


Caranguejo, o sensível. Touro, o teimoso. Virgem, o organizado. Até os que não manifestam grande interesse pela astrologia sabem uma ou outra característica atribuída a cada signo e, apesar da ciência nunca ter provado nada no que a este assunto diz respeito, parece-nos que há coisas que batem certo.

Quando decoramos a nossa casa, vamos beber inspiração a muitas fontes. Podemos ir buscar ideias a revistas, às redes sociais, aos catálogos das lojas ou a coisas mais simples como uma cor ou até a uma peça arte. Coco Chanel dizia que a inspiração está em todo o lado e nós concordamos.

Venha saber se a decoração e o zodíaco podem ser associados ou nem por isso.

1. Capricórnio


Os capricornianos identificam-se com um estilo sóbrio e elegante. É possível que encontre, no espaço do nativo deste signo, uma antiguidade, um sofá de pele ou uma peça que esteja na família há gerações. No que às cores concerne, tenderão a favorecer tons como o azul marinho, o castanho ou o verde. Não faltarão, nos espaços, peças de arte ou arranjos de flores para que, não obstante a sobriedade, o ambiente seja fresco e tenha vitalidade.

2. Aquário


Do aquariano, espere uma casa luminosa, com um estilo de decoração moderno ou minimalista. É provável que exista, na casa do nativo deste signo, um edredão com um estampado gráfico e apontamentos de cores vibrantes e alegres como o azul, o amarelo ou o índigo. Não faltarão peças de arte, mas mais depressa um grande e impactante quadro em vez de uma composição de quadros que passem despercebidos.

3. Peixes


Distraídos e sonhadores, os nativos de Peixes decorarão a casa, de forma despojada. Os estilos boémio e ecléctico servem bem a personalidade dos piscianos. São pessoas que prezam momentos a sós e que adoram um ambiente sereno onde possam ler, ouvir música ou meditar. Materiais leves, fibras naturais e cores do oceano farão as delícias dos nossos “peixitos”.

4. Carneiro


Carneiro, um signo de fogo. O elemento dá-nos a deixa para a paleta cromática que até pode ter uma base neutra, mas será, necessariamente, interrompida por apontamentos vibrantes em vermelho, amarelo ou laranja. As cores vivas mantêm os nativos de Carneiro motivados e reflectem a energia que lhes é característica. São altamente intelectuais e criativos, pelo que é importante para eles ter um escritório ou espaço, onde possam levar a cabo um hobby.

5. Touro


Para o Touro, a casa só pode ser de uma forma: extremamente confortável. Os nativos deste signo têm um apurado sentido estético e gostam de estar rodeados por peças belas que espelhem o refinamento que os define e criem ambiente para receber a família e os amigos, em grande estilo. Tons terra e vermelhos são boas opções para Touro que, possivelmente, tem a sala de estar como divisão preferida.

6. Gémeos


Para os geminianos, também elegeríamos uma decoração ecléctica já que este estilo se caracteriza por uma mistura de estilos – passamos a redundância – e o nativo deste signo gosta de variedade e tem dificuldade em ir só por um caminho. Em relação à paleta cromática, diríamos que as pessoas deste signo são as que mais depressa usarão cores fora de comum como o cor-de-laranja, o azul eléctrico ou o lavanda. Correm o risco de criar atmosferas demasiado estimulantes. Para evitar isso, aconselhamos a que a cor seja inserida de forma estratégica, para não sobrecarregar os espaços.

7. Caranguejo


É um signo regido pela lua, pelo que a casa do canceriano tenderá a evidenciar-se por cores neutras, claras, delicadas e leves. Os cancerianos gostam de ambientes que os façam sentir protegidos como que num “casulo”. Almofadas, velas, lareira, mantas e têxteis confortáveis são imprescindíveis para criar um espaço romântico e repousante. Bom garfo e bom anfitrião, o nativo deste signo não abrirá mão de uma cozinha espectacular, com uma mesa grande para ter a família toda bem pertinho.

8. Leão


Leão, a alma da festa, o rei da selva. Que não falte luz na casa dos nativos de leão, cores expressivas e influências exóticas (padrões com folhas, flores e animais selvagens, por exemplo). Adoram receber pessoas, pelo que terão, à semelhança do Caranguejo, uma boa cozinha e uma mesa grande onde caiba sempre mais um. É um signo de fogo, por isso uma lareira é bem-vinda. São ambiciosos e têm energia para dar e vender. Espaços demasiado confinados não lhes servem.

9. Virgem


Os virginianos são conhecidos como sendo meticulosos e perfeccionistas. O espaço que habitam traduzirá esses atributos e será organizado, clean e muito zen. Não orbitam em torno de peças de decoração demasiado exuberantes e não se identificam com espaços onde haja muito ruído visual. Cores como o cinza ou o branco pérola serão uma boa opção. As flores frescas aparecerão por aqui e por ali a dar cor e frescura ao ambiente.

10. Balança


É um signo regido por Vénus, o planeta da beleza e do amor. A decoração da casa dos nativos de Balança será preenchida com objectos bonitos e elegantes. É um signo artístico, que tem olho para as proporções e para as composições simétricas. No entanto, deixam que a casa se desarrume facilmente, pelo que será importante ter boas áreas de armazenamento como um belo walk-in closet no quarto. Além do mais, adoram tratar-se bem, por isso uma casa de banho com uma luxuosa banheira, independente, seria como a cereja no topo do bolo.

11. Escorpião


Os nativos de Escorpião tenderão a apostar em mobiliário de alta qualidade e em peças arrojadas, que criem um ponto focal dentro dos espaços e surpreendam tudo e todos. O esquema cromático assentará em tonalidades profundas e elegantes como o preto, o azul petróleo, o fúchsia, o verde esmeralda, entre outras do género. Acabamentos metálicos – em prateado e dourado – surgirão amiúde.

12. Sagitário


Terminamos com Sagitário. É sagitariano? Então, apostamos que gosta de estar ao ar livre, de explorar, de conhecer e de se aventurar e que a sua casa deve reflectir essa sua personalidade desprendida! Um espaço amplo decorado com elementos como velas de cheiro e flores seria do agrado do sagitariano e, claro, não podiam faltar souvenires das viagens feitas por todo o mundo e objectos de decoração boho!

Decoração e signos: saímo-nos bem nas nossas escolhas?
 

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Soluções de arrumação para casa de banho


A casa de banho é, por norma, a divisão mais pequena da casa. Ao mesmo tempo, é uma das que mais carece de espaços de arrumação funcionais já que acomoda uma série de objectos como produtos de higiene, toalhas, rolos de papel higiénico, entre outras coisas. Estes produtos devem estar organizados para facilitar a rotina diária e tornar o espaço mais interessante do ponto de vista estético.

Armários volumosos estão fora de questão, sobretudo quando mal posicionados dentro do espaço. O segredo está mesmo em aproveitar cada recanto, construir por medida (em alguns casos) e procurar, em lojas como IKEA, as soluções de arrumação mais inovadoras e funcionais. 

Para além dos armários com portas, prateleiras ou estantes, lembre-se, ainda, de utilizar elementos como cestos ou caixas para não ter os objectos mais inestéticos à vista. 

1. Armário sob o lavatório

O espaço sob o lavatório é quase sempre aproveitado para arrumação. Pode optar por armários, por prateleiras ou por combinar ambas as soluções. Desta forma, poderá contar com um espaço de arrumação mais versátil. Por detrás das portas, esconda aquilo que não quer mesmo que esteja à vista (papel higiénico, secadores e outros objectos inestéticos) e, nas prateleiras, coloque os objectos mais bonitos e decorativos. 

2. Prateleira com cestos


Se, pelo contrário, preferir uma prateleira aberta, então recorra a cestos e/ou a caixas para acondicionar os seus produtos e todos os objectos que guarda nesta divisão. Com cores, formatos e tamanhos diferentes, se os produtos ficarem expostos, acaba por se gerar algum ruído visual. Favoreça um ambiente clean. No dia-a-dia, vai notar a diferença de se movimentar num espaço assim. 

3. Todos os centímetros contam


Como lhe dizíamos na introdução, numa casa de banho, todos os recantos contam. Aproveite cada centímetro. Para além do conjunto de gavetas, de laivos industriais, que vemos sob o lavatório, encontramos uma fileira de prateleiras encaixadas num nicho estreito, mas alto. Parecendo que não, é um espaço que faz toda a diferença no que toca à optimização da casa de banho. 

4. Arrumação dentro da cabine de duche


Há o espaço sob o lavatório, as prateleiras, as gavetas e, depois, há a cabine de duche e a parede adjacente à banheira onde não pode faltar uma prateleira, saboneteira e/ou cesto suspenso para colocar o gel de banho, os champôs, as esponjas, e assim por diante. Escolha soluções de arrumação feitas de um material resistente à água como o aço. 

5. Gaveta com divisórias


As gavetas com divisórias são essenciais para colocar objectos pequenos que facilmente se perdem no meio de todos os outros. Pode comprar uma gaveta que já contenha as divisórias ou instalá-las posteriormente. Uma gaveta destas é muito útil para arrumar coisas como elásticos para o cabelo, caixas de fio dentário, algodões, medicamentos, cotonetes, caixas de lâminas para a gilete, entre muitas outras coisas. 

6. Escadote


Não sendo um sistema de arrumação convencional, o escadote tem aparecido cada vez mais na decoração, sendo usado, na casa de banho, para se colocarem as toalhas e pendurarem os roupões de banho. Se o degrau da escada for mais largo, dá para utilizá-la para mais do que isto. Uma das vantagens é ser um objecto estreito que, por esse motivo, não rouba muito ao espaço.

7. Prateleiras na parede ao lado do lavatório


E nesta solução? Já tinha pensado? O aproveitamento das esquinas é fulcral para acrescentar espaço adicional de arrumação a uma casa de banho. Nesta casa de banho, colocaram-se três pequenas prateleiras brancas que o espelho reflecte, criando uma ilusão de óptica. Também aqui se usaram cestos e caixas para ter tudo em ordem. Parece-lhe uma boa ideia? 

8. Carrinho de arrumação


Terminamos com uma proposta flexível e versátil: um carrinho de arrumação. Como tem rodas, pode ser deslocado no espaço a seu bel-prazer e retirado quando quiser já que não está preso ao chão ou à parede. Se, porventura, deixar de precisar dele, até o pode levar para outra área da casa. Por norma, estes carrinhos têm prateleiras amovíveis, práticas e fáceis de limpar. 
 
 
 

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

7 sugestões de lavatórios quadrados


Hoje em dia, não há um detalhe que nos escapa numa casa de banho, todos os acessórios e peças sanitárias têm a sua importância, porque é todo o conjunto que embeleza o espaço. Mas no meio de tanta oferta, poderá ficar confuso na hora de escolher o seu lavabo. 

Retangular? Oval? Quadrado? Pousado ou embutido? Sem falar da cor ou do material. São muitas questões a colocar-se, tendo em conta também o fator preço. Embora o valor seja importante na sua tomada de decisão, chamamos a sua atenção para uma compra de qualidade, como sabe não se troca um lavatório todos os anos, nem tão pouco todos os 10 anos. Por isso, um bom material fará toda a diferença a longo prazo, como também na design da sua casa de banho ou WC. 
Dentro de muitos lavabos, a homify selecionou os lavatórios quadrados, para que tenha ideia da diversidade do produto dentro da mesma categoria. Mas atenção não pomos de parte os outros, pois muito em breve iremos falar dos restantes modelos. Mantenha-se atento. 

1. Lavatório em pedra

Gosta de ambientes rústicos? Então irá amar este lavatório quadrado em pedra. Uma transição entre o passado e o presente, graças aos restantes detalhes mais contemporâneos. 
Este lavatório quadrado pousado foi inserido numa tábua de madeira clara, onde foi colocado por baixo um suporte de metal para toalhas. Uma combinação de materiais que resultou tão bem. 

2. Lavatório embutido ao pequeno móvel de madeira


Numa pequena casa de banho há que procurar alternativas que colmatam a falta de metros quadrados. Por isso, um lavatório quadrado é uma solução mais pequena e, por isso, ideal para uma casa de espaço de tamanho mais restrito. Veja como neste exemplo, o pequeno lavatório quadrado ficou tão bem neste pequeno recanto, entre a parede e o duche. 

3. Melhor do que ter um é ter dois lavatórios quadrados!


Melhor do que ter um lavatório é ter dois, não é verdade? Assim, consegue-se rentabilizar muito mais o tempo quando todos têm de se arranjar de manhã. 
Se quiser ter dois lavatórios, mas não tiver um grande espaço, o modelo quadrado será o mais adequado. 

4. Lavatório pousado e iluminado


Os lavatórios de pousar conferem bastante elegância e modernidade a uma casa de banho. Adaptam-se a qualquer espaço e pode inseri-los em diversos suportes, até mesmo feitos por si, como uma tábua de madeira. 
Relativamente à torneira, esta tem um papel preponderante, já que enaltece a beleza do lavatório. A torneira também existe em diversos modelos, até pode inseri-la diretamente à parede. 

5. Um simples lavatório moderno


Porque a simplicidade é sempre uma aposta segura, pode optar por um simples lavatório quadrado, sem qualquer móvel ou suporte. As peças sanitárias são, hoje em dia, bastante elegantes e repletas de design. A casa de banho não fica com um ar despido ou descuidada. 
Porém, se precisar de um móvel para arrumar acessórios, toalhas, papel higiénico, pode comprar um móvel complementar, tal como vê no exemplo. São versáteis, práticos e baratos. 

6. Lavatórios em mármore embutidos


O mármore é um material muito nobre e continua em alta nos revestimentos das nossas casas, nomeadamente nas casas de banho e cozinhas. 
Se quiser um lavatório diferente e com um design sofisticado pode optar por este modelo incrível. Adapte-o na forma quadrada. 

7. Lavatório pousado em tábua de madeira


A madeira está em alta na casa de banho, nos mais diversos revestimentos e detalhes. Achamos este suporte de madeira perfeito para receber um lavatório pousado, em forma quadrada. 
Uma das vantagens da madeira é a sua versatilidade, pois esta combinará lindamente com qualquer cor de lavatório. 
Se precisar de ajuda profissional, consulte um designer de casa de banho.
 

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Como transformar o jantar de Ano Novo em casa num evento memorável


Para quê passar o réveillon numa discoteca lotada, barulhenta e com desconhecidos se pode organizar o jantar de Ano Novo em casa e tornar esse dia inesquecível?

Está a pensar em organizar um jantar de Ano Novo em casa? Excelente ideia para si e para os seus convidados. Afinal, quem já não se sentiu desiludido com aquelas festas megalómanas que clubes, bares e discotecas organizam anualmente, em que o barulho e a confusão são tais que as pessoas se limitam a dançar numa enorme e impessoal pista, bebericando uma bebida mais ou menos alcoólica?

Se se reconhece nesta visão e a mesma já não diz nada (ou não diz muito), então saiba que, na maior parte das vezes, as melhores e mais divertidas festas são precisamente aquelas que se realizam em casa de amigos, e que nos dão a hipótese de conviver de perto com as pessoas que nos são mais próximas. Para que saiba exatamente como transformar o seu jantar de Ano Novo em casa num verdadeiro sucesso e, melhor de tudo, sem ir à bancarrota! Descubra aqui algumas dicas e sugestões absolutamente imperdíveis.

7 DICAS PARA TORNAR O SEU JANTAR DE ANO NOVO EM CASA NUM SUCESSO

DEFINA UM TEMA

Independentemente do tipo de evento que pretende organizar, pense bem num conceito que reflita o ambiente desejado e aplique-o implacavelmente a todas as fases da organização do jantar. De facto, escolher um tema logo à partida, não só dá um toque de classe e facilita a definição dos restantes elementos, como assegura que a sua festa se torna bem mais apelativa, original e inesquecível para todos os convidados.

Sugestões: não precisa de ser nada complexo, devendo apenas refletir o ambiente que pretende. .. Por exemplo, se for um pessoa que almeja a alguma elegância, o tema poderá ser “Black & White”, “Os loucos anos 20” ou ainda um “Throwback 80’s ou 90’s”; se valoriza a originalidade e um pouco de loucura nos seus eventos, pode optar por algo mais radical, como “A noite dos mortos vivos”, “Star Wars” ou o tema tão em voga “Guerra dos Tronos” e “Harry Potter”. Essencialmente vale tudo. Use a imaginação e assegure que o seu jantar de Ano Novo em casa vai ser absolutamente inesquecível.

É também importante que, uma vez escolhido o tema, os anfitriões caprichem na fatiota; afinal de contas, foi deles que partiu a sugestão.

ENTREGUE OS CONVITES E PEÇA CONFIRMAÇÃO DE PRESENÇA


Seja por mail, CTT ou entrega em mão, faça chegar os convites aos respetivos convidados, solicitando que estes confirmem a sua presença e a de um potencial acompanhante com a maior brevidade – afinal, você vai ter de realizar todos os preparativos e tem mesmo de saber com quantas pessoas pode contar. Nota: não se esqueça que muita gente tem filhos, pelo que deve especificar se a festa é adequada a crianças.

Sugestões: os convites devem obedecer ao tema do jantar de Reveillon, definindo a hora de chegada e o dress code – o que se pretende é que os convidados também escolham os trajes de acordo com o seu conceito, ajudando a criar e manter o ambiente. Se pretender que cada pessoa leve alguma participação, use  esta peça para avisar – ex.: “Para ajudar à nossa festa, traga consigo uma sobremesa/bebida/jogo de sociedade/pacote de serpentinas/etc.”.

Numa lógica de poupança e para que a festa não constitua um grande rombo na sua carteira, ninguém vai levar a mal que peça para se levar as chamadas “multas”. Aproveite e coloque isso no convite, apelando ao humor! Qualquer coisa como: “Para ajudar à nossa festa, traga consigo uma sobremesa/bebida/jogo de sociedade/pacote de serpentinas/etc.”.

DECORE O ESPAÇO DE FORMA ORIGINAL E DISTINTIVA


Esta fase é muito importante para criar de imediato o ambiente do seu jantar de Ano Novo em casa, definindo um look original e marcante e ajudando a que o mesmo seja um sucesso junto dos convidados.

Sugestões: além de ser obrigatório que reflita de forma imediata e inconfundível o tema selecionado, eis outras sugestões para a decoração:

·         Logo na porta de entrada preveja um tapete vermelho e uma faixa ou bannerque indique a localização e tema da festa – sendo um jantar de Reveillon, importa que tenha a data em grande destaque;

·         Apesar de as flores não serem muito apropriadas para este tipo de festa, pode assegurar algum impacto criando uma peça única, bastante grande e irreverente, que esteja posicionada logo à entrada, num lugar de destaque; um toque interessante é também prever um pequeno bouquet semelhante nos quartos de banho;

·         Não abdique de decorar o teto e algumas das paredes de acordo com o tema do jantar – ex.: imagens/posters, fitas, etc.

·         Evite iluminação de teto demasiado forte – o ideal seria iluminação direcionada, com recurso a candeeiros de pé ou candelabros festivos com velas, estrategicamente posicionados; com os últimos é necessário um cuidado extra para evitar acidentes e estar preparado para ir substituindo as velas ao longo da noite;

·         Além de identificadores de copos obrigatórios e eventuais marcadores de lugar, preveja pelo menos quatro guardanapos temáticos por pessoa – assegure-se de que estão facilmente acessíveis.

TENHA ESPECIAL ATENÇÃO À MÚSICA QUE VAI PASSAR

Tenha muito cuidado com a banda sonora, uma vez que esta pode assegurar o sucesso ou arrasar completamente o seu jantar. Recomendamos que enquanto estiverem a comer opte por música mais calma, que funcionará como pano de fundo para a conversa; a partir daí, aumente o volume e a intensidade, para animar a festa e assegurar que quem deseja pode dar um pezinho de dança.

Sugestões: grave CDs ou utilize uma aplicação como o Spotify para preparar listas distintas, umas com música mais calma, outras com música bem animada. A ideia é que preveja os maiores e mais reconhecíveis êxitos do ano passado, bem como os temas de sempre; pode ainda apostar em músicas adequadas à faixa etária dos convidados e ao tema que selecionou para o jantar. Acima de tudo, não se esqueça de que se trata de uma festa de Ano Novo, pelo que a maior parte das músicas devem convidar à dança e à diversão. Um exemplo: “YMCA”, dos “Village People”.

PREPARE ALGUNS BRINDES E OFERTAS PARA OS SEUS CONVIDADOS

A ideia é criar de imediato um ambiente acolhedor e animado, em que as pessoas se sintam confortáveis e preparadas para se divertir. Assim, logo na mesa de entrada e espalhados pelas áreas onde vai decorrer o jantar e o convívio, preveja  vários elementos e acessórios bem loucos, que remetam para a grande festa que vai ter lugar. Um bónus é que os convidados vão depois poder levar estas peças para casa, como lembrança desta Passagem de Ano.

Sugestões: tacinhas cheias de confetis e serpentinas; chapéus e óculos de festa, com o ano novo (2018); cornetas e apitos; etc. Nota: pode poupar algum dinheiro fazendo muitos destes elementos pessoalmente, ou recorrendo a amigos e família que tenham jeito para trabalhos manuais. Se por acaso tiver uma máquina Instax, uma outra recordação memorável do seu jantar de ano novo em casa seria oferecer uma fotografia de cada um dos convidados durante a festa à saída.

PENSE COM TEMPO NA COMIDA E BEBIDA QUE VAI TER DE PREPARAR

Para facilitar o trabalho, pense atempadamente no menu que pretende oferecer, definindo uma entrada, um prato principal e uma sobremesa, além das bebidas e de uma série de aperitivos que devem estar disponíveis ao longo de toda a festa. Por fim, não se esqueça de preparar uns snacks reforçados que funcionem como ceia ao final da noite. Escreva num papel, numa aplicação de telemóvel ou num memorando do computador, mas registe! Tentar decorar tudo não vai dar bom resultado. Além disso, mediante aquilo que vai querer preparar, faça também uma lista de supermercado e faça as compras antecipadamente.

Sugestões: porque este ponto é absolutamente essencial, eis as nossas sugestões em detalhe:

  • À chegada – prepare uns cocktails para oferecer aos convidados assim que chegam a sua casa; não precisa de ser nada complicado: bastam uns copos de vinho do Porto e/ou umas flutes de champanhe com um toque de groselha e alguns frutos vermelhos no interior… uma delícia visual e de sabor!

  • Aperitivos – prepare e espalhe pela zona de convívio várias tacinhas e pratos com aperitivos como: as inevitáveis passas (assegure-se que reserva doze para cada um dos convidados; pode, inclusive, colocá-las em saquinhos e entregá-las a cada um, uns minutos antes da meia-noite), todo o tipo de frutos secos, pão, presunto e queijo cortados às fatias, uns bombons, umas broinhas de mel, etc.

  • Entrada – recordando-se de que a ideia é agradar a várias pessoas, sem ficar falido, opte por algo fácil, delicioso e simples de preparar. Ex.: umas trouxinhas mistas: basta esticar e cortar uns quadrados de massa folhada de compra; colocar no centro alguns quadrados de queijo e fiambre; fazer uma trouxa com as quatro pontas da massa, enrolando-as; pincelar com gema de ovo e levar ao forno até estarem cozinhadas e bem douradinhas; servir acompanhadas de uma salada. Uma outra solução é fazer um pão recheado bom vários tipos de queijo e alho em pó – apenas tem de retirar o miolo, colocar os queijos e alho e levar ao forno – o miolo que retirou pode ir ao forno também e servir de tostas para barrar o queijo.

  • Prato principal – esta vai ter mesmo de definir por si, sondando os gostos dos diversos convidados e tendo em conta as suas aptidões para a culinária. Mais uma vez, só lhe podemos recomendar que opte por algo simples e consensual, ainda que deva ter em conta que se trata de uma festa especial. Ex.: um assado de carne no forno, acompanhado de arroz de laranja e passas, ou um esparguete negro com gambas. Atenção! Não se esqueça de perguntar se há vegetarianos ou pessoas com alguma alergia alimentar e tenha isso previsto no menu com alternativas.

  • Sobremesa – talvez esta fosse a participação ideal para pedir aos seus convidados: se metade trouxesse a sua especialidade, podia preparar uma mesa especificamente direcionada para doces, onde depois do jantar todos se iriam servir. E não se esqueça de providenciar uma taça com frutas, para “desenjoar” dos doces.

  • Bebidas – nada mata uma festa mais rápido do que acabarem as bebidas no “bar”… assim, além de preparar um bom e variado stock de refrigerantes, cervejas e bebidas variadas, bem como meia dúzia de garrafas de champanhe, peça ainda à outra metade dos convidados que traga a sua bebida branca preferida de casa, para ajudar à animação! Nota: se tiver jeito e estiver disposto a isso, pode também preparar umas grande taças com sangria de champanhe e/ou caipirinhas.

  • Ceia – dado que a ideia é mesmo simplificar, dando prioridade à diversão, a nossa sugestão é que, para aquela hora da madrugada em que a fome volta a apertar, tenha preparadas umas simples pizzas: meta no forno, espere uns minutos e sirva bem quentinhas! Ou então, como alternativa, pode ter já preparadas umas bifanas. Depois é só aquecer um pouco no lume e colocar no pão!

  • Nota final – atenção às comidas demasiado condimentadas com alho ou outro elemento que desafie o bom hálito: lembre-se que os desejos de Ano Novo são sussurados bem de perto…

NÃO DESCURE O ENTRETENIMENTO


Ainda que o jantar em si seja um absoluto sucesso e a música não pare de tocar, não se esqueça de que vai ter de manter as pessoas entretidas e animadas durante muito tempo. Assim, para o caso de ser necessário, tenha preparados alguns jogos e diversões em que todos possam participar.

Sugestões: além dos clássicos jogos de sociedade, como as charadas ou o Trivial Pursuit, pode sempre convidar cada convidado a escrever algo de que gostou no ano passado, a sua previsão para o próximo ano e um objetivo que já tenham estabelecido para 2016, partilhando depois com o grupo os seus pensamentos.

Se quer dar um passo ainda mais arrojado, informe-se sobre atividades de team building que possa colocar em prática sem ter de contratar nenhum serviço – o sucesso vai ser garantido!

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas e sugestões para que o seu jantar de Ano Novo em casa se transforme no evento do qual todos os amigos e família vão ficar a falar durante muito, muito tempo. Da nossa parte, resta-nos desejar-lhe que se divirta e que todos os seus desejos para 2018 se concretizem. Boas entradas!
 

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Como ter sucesso no seu primeiro Natal em casa


É a primeira vez que celebra o Natal em sua casa? Quer impressionar os seus convidados? Deixamos-lhe aqui algumas chaves para ter sucesso no seu primeiro Natal em casa, tendo em conta que um jantar de Natal com os amigos não será o mesmo do que convidar os seus sogros pela primeira vez. Por isso, deverá ter o máximo de cuidado em todos os detalhes, tendo obviamente em conta o seu orçamento disponível.

1. Faça uma decoração adequada ao ambiente.

Se vive no campo ou fora da grande cidade o mais adequado será inspirar-se em elementos naturais para a decoração da mesa.

Utilize tudo o que tiver à mão: paus de canela, pinhas, folhas ou ramos de tomilho para decorar os guardanapos e elaborar centros de mesa. Os atoalhados devem ser em tons quentes e não devem faltar as velas para a decoração.

Se, pelo contrário, vai passar o Natal em casa em ambiente citadino, pode optar por uma mesa mais glamorosa. Atreva-se a misturar tecidos, texturas e cores, como uma toalha em veludo ou guardanapos de algodão estampado, detalhes em dourado, etc.

Aproveite para estrear o serviço maravilhoso que lhe ofereceram no seu casamento!

2. Prepare um menu festivo


O ideal é que saiba cozinhar e que fique encarregue do menu, mas se não se quer atrever a pegar nos tachos nesta ocasião ou quer impressionar realmente os seus convidados, nada como contratar um catering de qualidade cuja equipa se encarregará de deixar tudo perfeitamente organizado para o seu primeiro Natal em casa.

Se tomar esta opção, poder-se-á dedicar a receber os convidados sem stress, pois quando eles chegarem já estará tudo preparado: a mesa posta e decorada, as velas acesas, a música a ecoar suavemente pela sala e os aperitivos e os cocktails dispostos  em uma mesa auxiliar.

Mesmo se estiver a pensar  em uma ocasião mais informal, para não desiludir no seu primeiro Natal em casa pode contratar um serviço de catering ao domícilio. Desta forma evita passar muito tempo na cozinha e deixar para segundo plano a diversão e o prazer de receber as pessoas de que mais gosta.

3. Tenha atenção aos detalhes


No seu primeiro Natal em casa todos os detalhes contam, quer ao nível da comida servida, ao nível da decoração, do modo como se apresenta, etc.

Assim, pode surpreender, por exemplo com algumas iguarias originais. E que tal experimentar Eggnog, a bebida típica do Natal norte-americano? Pode pedir a um serviço de catering ou barmans para o servir, mas como é simples de fazer pode arriscar fazê-la em casa.

Ou pode ainda fazer deliciosas e vistosas bolachas de Natal decoradas. É algo que não necessita de fazer no próprio dia, pelo que até pode ser uma actividade interessante para fazer em família uns dias antes. Para além disso, ficam impressionantes em qualquer mesa de Natal.

Também ao nível da decoração, pode escolher árvores de Natal alternativas, consoante o tipo de convidados. O que lhe parece uma árvore de Natal na parede ou feita com livros?

Por fim, não descure o seu visual, pois é muito importante sentir-se bem nesta ocasião especial.

O importante no seu primeiro Natal em casa é certificar-se que está tranquila e com tudo organizado, para poder desfrutar de cada minuto desta celebração festiva. Por isso, se precisar de ajuda profissional, não hesite em contratar. Estabeleça um limite de orçamento e seja realista nas suas escolhas.
 

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

10 ideias de decoração para o quarto de dormir


A importância que cada divisão da casa tem é a que lhe atribuímos. Porém, há espaços que são vistos com mais interesse e o quarto está entre eles. É lá que recarregamos energias e que encontramos a nossa privacidade, especialmente importante quando a família é numerosa. Importa, assim, criar um ambiente que convide ao repouso, onde nos sintamos confortáveis e que surja enquanto extensão da nossa personalidade do ponto de vista estético. 

Para agitar a decoração do quarto, não é preciso muito. Por vezes, basta alterar os têxteis da cama, mudar as capas das almofadas, pôr umas cortinas novas ou até pintar um móvel mais antigo com uma cor fresca e moderna. As opções são muitas e para diferentes orçamentos. 

Seja qual for a ideia para o espaço, vale a pena ir beber inspiração a projectos de decoração sedutores. Nestes projectos, encontramos quase sempre ideias originais e detalhes que jamais nos passariam pela cabeça.

Neste artigo, reunimos dez quartos de encher o olho. 

Vamos vê-los? Venha daí!

1. Menos é mais

Começamos o nosso artigo por um quarto que, em termos de decoração, nos mostra que, efectivamente, menos é mais. O lema de Ludwig Mies van der Rohe é, aliás, repetido amiúde aqui pela homify. O espaço não tem uma panóplia de objectos, mas os que tem chamam a atenção. A cama, por exemplo, diferencia-se por ter a cabeceira de uma cor e o sommier de outra. A cabeceira em cinza escuro contrasta com o branco sujo do sommier, o que torna a decoração mais dinâmica. Sobre a cabeceira, encontramos um conjunto de ilustrações que decoram a parede numa disposição simétrica. Por fim, mas não menos importante, vale reter a ideia dos candeeiros suspensos que substituem os tradicionais cabeceiros das mesas de cabeceira. 

2. Madeira a revestir a parede por detrás da cama


O elemento mais marcante deste quarto é a madeira natural na parede por detrás da cama. Neste caso, optou-se por pinho natural aplicado em chevron (efeito espinha de peixe). Esta parede, por estar revestida em madeira, torna-se no ponto focal do quarto pelo conteúdo estético que lhe empresta. Ao mesmo tempo, trata-se de um material conhecido por proporcionar aconchego aos espaços, tornando-os, por conseguinte, menos frios ou estéreis. 

Neste quarto, mais uma vez, aparecem os candeeiros suspensos sobre as mesas de cabeceira. É uma abordagem elegante à iluminação e uma forma de desimpedir as mesas de cabeceira que têm, assim, mais espaço para acomodar objectos de decoração como molduras, jarras com flores, caixinhas, entre outros.

3. Cores quentes e sensuais


Os tons neutros e muito claros têm invadido as tendências de decoração e continuarão a ser uma presença forte dentro dos espaços. Todavia, as tonalidades quentes e sensuais parecem, ultimamente, ter sido redescobertas e incorporadas em todas as divisões da casa. O quarto que acima vemos é disso exemplo. Trata-se de um quarto com uma atmosfera sensual, recatada, intimista, quente e acolhedora. Sobressai, na divisão, a parede num sedutor tom de castanho que nos lembra uma calda de açúcar puxada ao limite. A atmosfera luxuosa deste quarto transmite conforto e, de certa forma, consegue catapultar-nos para a natureza com as suas cores aguerridas e envolventes. 

4. Arrumação à medida e um nicho de leitura


Não podíamos deixar de incluir este quarto que se evidencia pelo espaço de arrumação construído à medida em torno da janela. De forma inteligente, conseguiu-se criar, naquele ponto, um nicho que poderá funcionar, entre outras coisas, como recanto de leitura. O nicho beneficia, claro está, de um generoso fluxo de luz natural que invade o ambiente e pousa delicadamente sobre as superfícies brancas e em cinza claro. Destacamos, ainda, o pormenor da televisão que, por ser pequena e estar suspensa, não sobrecarrega a decoração. Se quiser incorporar televisão no quarto, faça-o com subtileza. Sob a televisão, encontramos um móvel, tipo cómoda, que se estende sob o comprido até à janela. 

5. Um roupeiro muito bem pensado


Na nossa quinta imagem, deparamo-nos com um volume em branco e madeira que funciona como roupeiro. O volume é intrigante já que, na base, parece que lhe foi retirada uma fatia. Este roupeiro, que se prolonga do chão ao tecto, funciona também como divisória, criando uma área de closet cuja parede espelhada cria uma ilusão de óptica que oferece profundidade ao espaço, para além de ser funcional para o dia-a-dia. Se o seu quarto é amplo, considere esta ideia.

6. Papel de parede


O papel de parede é uma excelente forma de dar um novo élan ao quarto sem ter que se gastar muito dinheiro. A aplicação tem os seus truques – mas não é nada de muito complicado! – e, se se vier a fartar do papel, basta retirá-lo e substituí-lo por outro ou, tão-somente, pintar a parede. Para este quarto, optou-se por um papel de estilo clássico e cores neutras. O padrão com riscas cinza joga com os padrões geométricos das almofadas decorativas e enfatiza a cabeceira da cama preta. E assim se dá identidade a um quarto. 


7. Com preto não me comprometo


“Com preto, nunca me comprometo”. Estamos certos de que já ouviu esta frase em relação ao mundo da Moda. Na decoração, todavia, a coisa não é bem assim. O preto é uma cor para os mais arrojados. Nem sempre é fácil introduzi-lo num espaço, nem todos os espaços se prestam para isso. Há muitos factores que influenciam o uso de preto numa divisão, entre eles a quantidade de luz natural que nela penetra e a luz artificial existente. Além do mais, e sobretudo se é a primeira vez que se vai usar preto na decoração, é conveniente começar por pintar apenas uma parede, tal como se vê na imagem, e combinar a cor com outras mais claras como o branco, o cinza muito claro ou o azul bebé. Se acha que o seu quarto beneficiaria de uma atmosfera mais sofisticada, luxuosa e algo dramática, arrisque no preto. O que acha?

8. Têxteis confortáveis


É triste e pouco apelativo olhar para uma cama coberta por uma simples colcha e com uma única almofada. Sabe aquelas camas de hotel e das páginas de revista com uma miríade de almofadas, um edredão confortável e uma ou mais mantas aos pés? A cama da imagem acima cumpre todos esses requisitos. Quando a olhamos, apetece-nos, de imediato, tirar os sapatos e deitar sobre ela. 

Na zona da cabeceira, para além das almofadas que usa para dormir, pode colocar entre quatro a seis almofadas decorativas com diferentes dimensões e, por que não, cores e padrões e, ao fundo, não se esqueça de uma manta. Aproveite as estações do ano para trocar as capas das almofadas (e do edredão, se for o caso) e mudar um bocadinho a decoração. Assim, nunca se cansa e entedia! 

9. Arrumação à medida


Entre roupas, sapatos, carteiras e acessórios, o espaço de arrumação parece escassear. Além disso, é frustrante ter que acondicionar peças pequenas em grandes gavetas já que se perdem facilmente, o que torna o nosso dia-a-dia mais complicado. Quem nunca andou de manhã à pressa à procura daqueles brincos, lenço, relógio, e assim por diante? Uma boa solução para o problema é comprar ou mandar fazer móveis com pequenos compartimentos que acondicionem os seus objectos pessoais e funcionem como um expositor numa loja. Não lhe parece uma ideia original? 

10. Zona de estar


O quarto, como sabe, não serve apenas para dormir. Às vezes, só precisamos mesmo daquele momento de paz para ler um livro ou estarmos a sós com os nossos pensamentos. Para esse efeito, nada como introduzir uma zona de estar dentro do quarto. Nem sempre é possível porque a dimensão do espaço não permite, mas se tiver um recanto por ocupar, considere preenchê-lo com uma poltrona e uma mesa de apoio. Se for um privilegiado e tiver uma suíte, então aposte mesmo num sofá complementado por poltronas e mesa de centro. Não se vai arrepender!